Monday, November 2, 2009

LAURA (1944)

















Laura is a (1944) film noir directed by Otto Preminger. The screenplay by Jay Dratler, Samuel Hoffenstein, and Elizabeth Reinhardt is based on the (1943) novel by Vera Caspary. (2005), the American Film Institute ranked its score #7 in AFI's 100 Years of Film Scores, and in (2008), they named it the fourth best mystery film.

This film uses light and shadows to set the mood. LAURA, has a wonderful cast of characters: Vincent Price plays the role of a spineless womanizer, Clifton Webb as a cynical, creepy columnist, Dana Andrews as the tough cop and Gene Tierney as the beautiful Laura. In this film Laura is loved by three men, each of them have their own reasons.

In the beginning of the investigation of the murder of Laura, New York police lieutenant Mark McPherson questions columnist Waldo Lydecker, a close friend of Laura. Claiming to be intrigued by crime, Waldo asks if he can join Mark in his investigation. Although their relationship is platonic, Waldo is jealous of her romances with other men, and uses his column to keep her under his control.

Mark, who is becoming obsessed with Laura, returns to the apartment and starts searching through her personal things. Waldo stops in and says he knows Mark has secretly put in a bid for Laura's portrait, and accuses him for falling in love with a corpse. After Waldo leaves, Mark falls asleep under the portrait. He awakens to the sound of someone entering the room. Could it be the killer ?

Gene Tierney originally did not want to make this film but did it anyway under contract obligations.
Ranked #4 on the American Film Institute's list of the 10 greatest films in the genre "Mystery" in June 2008.
The famous theme David Raksin songwrote for the film was originally entitled "Judy" in honor of Judy Garland.
You can watch this movie on you tube.

4 comments:

Loes said...

'Laura' is one of the BEST film (noir)s i've seen: I'm a fan of Gene Tierney, she and Dana Andrews make a great screen couple AND the plot is really original and creative!! Love it.

Dawn said...

Welcome Loes, I agree, Gene and Dana make a great on screen couple. Laura is one of my favorite films. Thank you for stopping by.

Prof Ms João Paulo de Oliveira said...

Prezada senhorita Laura Hunt:
Atrevo-me a enviar-lhe esta missiva, porque a senhorita cometerá um equívoco lamentável, se resolver viver ao lado do insulso detetive Mark McPherson, porque como lhe disse anteriormente, sua vida com ele não será nada glamorosa. Ele deseja uma prole numerosa e seus parcos recursos pecuniários de zeloso homem da Lei, nem de longe atenderá suas necessidades de uma vida requintada. Soube de fontes fidedignas, que ele alugou um apartamento num edíficio em estado precáríssimo de conservação, lá no Brooklin. Pense bem, senhorita Laura Hunt, será que deseja uma vida cercada de fraldas fedorentas, camisas para lavar, engomar e passar, cuecas samba canção, também para lavar e passar, além de suportar a flatulência noturna, ejaculação precoce, chulé exacerbado, hemorroidas e o fato do insulso detetive Mark McPherson tomar somente dois banhos por mês?!... Tenho alvíssaras para a senhorita, porque acabo de saber que o sofisticadíssimo Waldo Lydecker deixou-lhe em testamento toda sua polpuda fortuna, que inclui o requintadíssimo apartamento, no mesmo edifício de morada da Greta Garbo! Somente em espécie US$30.000.000, sem contar ações aplicadas na Bolsa de Valores de Nova York e outros imóveis em locais valorizadíssimos, nas imediações do Central Park. Mas ele impôs uma condição, para receber sua polpuda herança, a senhorita terá que encontrar um homem vigoroso, culto, arguto, requintado e bem relacionado, igual a ele. Ouso candidatar-me a ser seu consorte, porque atendo todos os requisitos estabelecidos na cláusula testamental! Esqueça este meu desafeto, o insulso detetive e venha para os meus braços, porque lhe prometo uma vida requintadíssima e nada rotineira! Sou a cópia perfeita do Waldo Lydecker, sem o ciúme doentio que ele lhe nutria. Sua vida ao meu lado será um eterno deleite inefável! Prometo-lhe fornicações constantes, repletas de orgasmos múltiplos! Faremos cruzeiros memoráveis pelo Mar Mediterrâneo, com destino as Ilhas Gregas. Já pensou ver o pôr do Sol, na Ilha de Mikonos, passeando de mãos dadas comigo, pelas belíssimas praias, daquela encantadora Ilha?!... Os concertos, óperas, museus e vernissagens, que iremos nos espaços culturais mais sofisticados e frequentados, deste maltratado e fascinante mundo que vivemos?!... Aguardando sôfrego sua afirmativa resposta, despeço-me, enviando-lhe um caloroso e afetuoso abraço.
Seu eterno admirador João Paulo de Oliveira

Dois dias depois da postagem da missiva, ouço o som da campanhia do meu apartamento... Ao abrir a porta me deparo com a senhorita Laura Hunt, de braços abertos e um sorriso encantador, que depois de entrar e acomodar-se na sala de estar, diz: - João Paulo, claro que você será o homem da minha vida, ajudando-me na administração da polpuda herança que receberei, caso consinta contrair núpcias com um homem, que tenha seu perfil! Vamos marcar a data deste auspicioso dia! Antes de sairmos para agilizar os trâmites legais do matrimônio, vamos para os seus aposentos! Claro que fornicamos, felicíssimos, porque tínhamos a convicção que um futuro glorioso nos aguardava!

Rob From Amersfoort said...

Fun Fact: Director Otto Preminger and studio head Darryl Zanuck disagreed about the ending. Zanuck wanted Laura to wake up at the end with all having been a dream. Luckily Preminger’s ending won…